sexta-feira, 14 de setembro de 2012

preciso-nos loucos

Eu não fujo mas preciso-nos loucos.
No cair da noite e no levantar do dia, quando chega a tarde e o por do sol,
eu preciso-nos loucos.
Incertos de medos, Inseguros por dentro,
eu preciso-nos loucos.
No dia mais triste de todos, sem sol e sem chuva, no dia mais vazio
eu preciso-nos loucos.
Na certeza mais incerta, e na sinceridade mais sincera
eu preciso-nos loucos.
Outrora fomos.
Outrora somos.
Porque loucos somos
mas já não nos sinto, se não em outrora que fomos.

que sejamos felizes
que sejamos felizes


loucos mas felizes...


4 comentários: